10:30 H : 1st communication

NOTAS BIOGRAFICAS DOS INTERVENIENTES

Elvas, a Chave do Reino

Rui Jesuino

Câmara Municipal de Elvas

Elvas, 1982. Licenciado em História e Património Cultural pela Universidade de Évora. Tem o Curso de Mestrado em Ciências da Informação e Documentação pela mesma Universidade, onde durante dois anos consecutivos recebeu Bolsa de Mérito para o Melhor Aluno. Técnico Superior de História e Património Cultural na Câmara Municipal de Elvas desde 2005 onde é responsável pelo Património Cultural e Turismo da cidade. Realiza investigações nesta área desde tenra idade. É colunista no jornal Linhas de Elvas onde semanalmente publica artigos sobre a história e o património de Elvas. Também na Rádio Elvas tem um programa sobre os mesmos temas. Em 2016 publicou a obra “A Toponímia do Concelho de Elvas” e tem no prelo a edição de “Elvas, Histórias do seu Património”, de sua autoria e a lançar no próximo Verão.

SINOPSE

A história de Elvas conferiu-lhe um património inigualável a todos os níveis. O seu património militar único conferiu-lhe a classificação de Património da Humanidade em 2012 como exemplo de uma cidade quartel de fronteira com mais de cem edifícios desta tipologia. Mas a história de Elvas conferiu-lhe muito mais: 20 igrejas e 7 conventos que contam a história da arquitectura religiosa desde o gótico à contemporaneidade. Um aqueduto com mais de 10kms e uma história de construção com mais de um século. Uma arquitectura civil ímpar marcada por mais de uma dezena de palácios e outros edifícios de grande interesse. Vestígios judaicos e islâmicos que marcam indelevelmente o seu centro histórico. É Elvas, a Chave do Reino, a Rainha da Fronteira.

PMOTs como instrumentos de Salvaguarda e valorização – o caso de Elvas

Carlos Correia Dias

LoDo | AIAR | IPP/ESAE

Elvas, 1961. Vive e trabalha em Elvas, Luanda e Rabat. Arquitecto Paisagista desde 1984 pela Universidade de Évora. Professor Adjunto Convidado no IPP/ ESAE, Escola Superior Agraria de Elvas. Presta Provas Publicas para obtenção do Titulo de Especialista em Arquitectura e Urbanismo pelo Instituto Politécnico de Portalegre e Universidades de Évora e Algarve em 2015. Doutorando em “Desarrollo Sostenible y Ordenación del Território” na Universidade da Extremadura, Espanha; desde 2007. Mestrando em “Planeamento e Projecto em Ambiente Urbano” Universidade do Porto em 1997, Pós-Graduado em Recuperação de Centros Urbanos” em 1994, ARCA/ETAC; Mestrando em “Recuperação do Património Arquitectónico e Paisagístico” em 1993, Universidade de Évora. Urbanista pela Associação de Urbanistas Portugueses, membro efectivo da secção Portuguesa ICOMOS, membro efectivo da AEP (Asociacion Española de Paisajistas) e da AAPM (Association des Architectes Paysagistes du Maroc).Tem desenvolvido trabalho de Ordenamento do Território, Planeamento e Desenho Urbano um pouco por todo o País, PALOP’s e Magrebe. Sócio-Gerente de LoDo, arquitectura paisagista, lda., desde a sua fundação. Fundador e membro da Direcção da AIAR, associação de desenvolvimento pela cultura, desde a sua fundação em 2013.

SINOPSE

A comunicação pretende de forma sucinta mas objectiva, descrever o processo de elaboração dos PPSVCHE e PPSVFE (Plano de Pormenor de Salvaguarda e Valorização do Centro Histórico de Elvas e Plano de Pormenor de Salvaguarda e Valorização das Fortificações de Elvas) contextualizando a problemática em presença, a abordagem metodológica preconizada, apresentando ainda, os conteúdos e conclusões mais relevantes numa óptica de Valorização dos recursos Patrimoniais de Elvas e também a perspectiva de Aproximação / Difusão às Pessoas, quer habitantes, quer visitantes.